Público dividido pelo movimento de ocupação de Wall Street

Cerca de quatro em cada dez americanos dizem apoiar o movimento Occupy Wall Street (39%), enquanto quase a mesma quantidade (35%) dizem que se opõem ao movimento lançado no mês passado no distrito financeiro de Nova York.

Por outro lado, mais pessoas dizem que se opõem ao movimento Tea Party do que o apóiam (44% contra 32%), de acordo com a última pesquisa do Centro de Pesquisa Pew para o Povo e a Imprensa e The Washington Post, conduzida de 20 a 23 de outubro. entre 1.009 adultos. Um em cada dez (10%) afirma apoiar ambos, enquanto 14% afirma ser contrário a ambos.

O partidarismo desempenha um papel importante nas atitudes em relação aos dois movimentos. Cerca de seis em cada dez republicanos (63%) afirmam apoiar o TeaFesta. Isso salta para 77% entre os republicanos que se descrevem como conservadores. Apenas 13% dos democratas apoiam o movimento Tea Party, enquanto 64% se opõem.

Cerca de metade dos democratas (52%) - e 62% dos democratas liberais - afirmam apoiar o movimento Ocupe Wall Street. Entre os republicanos, 19% afirmam apoiar os protestos anti-Wall Street, enquanto mais da metade (55%) se opõe a eles.

Os independentes têm opiniões mistas sobre o movimento Occupy Wall Street: 43% apóiam o movimento e 35% são contra. Em contraste, o equilíbrio da opinião entre os independentes em relação ao Tea Party é muito mais negativo: apenas 30% apóiam o movimento Tea Party, enquanto 49% são contra.

Os que acompanham as notícias sobre os protestos do Ocupe Wall Street também tendem a dar mais apoio do que os que seguem menos de perto. Seis em cada dez (60%) entre aqueles que acompanharam as notícias sobre os protestos muito de perto na semana passada dizem que apóiam o movimento; 31% dizem que se opõem. O apoio cai para 33% entre aqueles que dizem não ter seguido esta notícia de muito perto - e apenas 12% entre aqueles que dizem que não têm seguido de perto esta notícia.



Facebook   twitter