Jindal seguiu um caminho raro, do hinduísmo ao catolicismo

O governador da Louisiana, Bobby Jindal, lidera os convidados em oração no mês passado no café da manhã do Partido Republicano em Story County na Oakwood Church em Ames, Iowa. (Foto de Scott Olson / Getty Images)

O governador da Louisiana, Bobby Jindal, um recém-declarado candidato republicano à presidência, espera atrair o apoio dos eleitores cristãos evangélicos conservadores. O próprio Jindal é católico e, como filho de imigrantes da Índia de maioria hindu, foi criado na fé hindu.

A jornada religiosa pessoal de Jindal é relativamente rara nos Estados Unidos. Na verdade, quatro em cada cinco americanos criados como hindus continuam a se identificar como hindus quando adultos (80%); nenhum outro grupo religioso importante tem uma taxa de retenção mais alta, de acordo com uma pesquisa recente do Pew Research Center. ENenhumdos mais de 35.000 americanos na pesquisa converteram-se do hinduísmo para o catolicismo como fez Jindal.

Uma pesquisa de 2012 da Pew Research com ásio-americanos descobriu que, entre os índios americanos, 18% são cristãos, incluindo 5% que são católicos. Metade (51%) dos índios americanos são hindus. No geral, os hindus permanecem menos de 1% da população adulta dos EUA, embora suas fileiras tenham crescido um pouco nos últimos anos.

Jindal e o candidato republicano Jeb Bush são católicos convertidos nos Estados Unidos em uma época em que há mais de seis vezes mais católicos adultos que deixaram a fé do que pessoas que se converteram ao catolicismo. Quase 13% dos americanos deixaram o catolicismo depois de serem criados como católicos, enquanto apenas 2% se tornaram católicos após terem sido criados em outra religião (ou sem religião).

Facebook   twitter