• Principal
  • Notícia
  • As preferências de mídia social variam de acordo com raça e etnia

As preferências de mídia social variam de acordo com raça e etnia

Latinos, negros e brancos usam redes de mídia social da mesma forma, mas existem algumas diferenças em suas preferências por sites de mídia social específicos. Por exemplo, o Instagram é mais popular entre os latinos, enquanto o Pinterest é mais popular entre os brancos, de acordo com uma pesquisa do Pew Research Center do final de 2014.

Hoje, cerca de oito em cada dez latinos, negros e brancos adultos que estão online usam pelo menos um dos cinco sites de mídia social - Facebook, Instagram, Pinterest, LinkedIn e Twitter. Dentre essas, o Facebook se destaca como a plataforma mais utilizada, independentemente da raça ou etnia: cerca de sete em cada dez usuários adultos da internet (71%) afirmam usar o site.

LatinosMas existem diferenças de raça e etnia no uso de outros sites de mídia social, em particular o Instagram. O site de compartilhamento de fotos é mais popular entre os internautas hispânicos e negros do que entre os brancos. Cerca de um terço (34%) dos hispânicos online usam o Instagram, assim como 38% dos negros. Em comparação, apenas 21% dos brancos usam a rede.

A popularidade do Instagram entre os adultos mais jovens é notável. Por exemplo, cerca de metade (53%) dos adultos online com idades entre 18 e 29 anos usa o serviço, em comparação com 25% daqueles com 30 a 49 anos, 11% daqueles com idades entre 50 e 64 anos e 6% daqueles com 65 anos ou mais. É importante notar isso quando olhamos para o uso de mídia social por raça e etnia, uma vez que os latinos são significativamente mais jovens que outros grupos. Mais de uma década separa a idade mediana dos latinos (27) e dos brancos (42), enquanto a idade mediana dos negros é 33.

Em contraste, o site de mídia social Pinterest é mais popular entre os usuários brancos da Internet do que entre outros grupos. Cerca de um terço (32%) dos brancos usam o Pinterest, em comparação com 21% dos hispânicos e apenas 12% dos negros. O LinkedIn difere no fato de que partes iguais de brancos (29%) e negros (28%) usam o site, em comparação com 18% dos hispânicos. Enquanto isso, o Twitter tem uma distribuição mais igualitária. Cerca de um em cada quatro hispânicos e negros usam o site, junto com 21% dos brancos.

Facebook   twitter