5 fatos sobre o Irã

Iranianos compram em Teerã

A agitação pública que varreu o Irã a partir do final de dezembro começou como um protesto contra as más condições econômicas, mas rapidamente se transformou em um pedido pelo fim do regime teocrático do país. Em particular, o descontentamento parece ter sido alimentado pelo que muitos manifestantes percebem como as promessas econômicas não cumpridas do governo iraniano após o acordo de 2015 com os Estados Unidos e outras potências mundiais para suspender partes de seu programa de desenvolvimento nuclear em troca do fim das sanções econômicas paralisantes .

Aqui estão cinco fatos sobre a situação política, religiosa e econômica do Irã.

1 A maioria dos iranianos acredita que as figuras religiosas têm um papel a desempenhar no governo, mas eles estão divididos sobre o quão grande esse papel deve ser.Em uma pesquisa do Pew Research Center de 2012, apenas quatro em cada dez iranianos disseram que as figuras religiosas deveriam ter uma grande influência nas questões políticas; 30% disseram que deveriam ter pouca ou nenhuma influência. Os iranianos mais jovens, que viveram todas as suas vidas sob a República Islâmica do Irã, estabelecida após a revolução de 1979, apoiavam menos do que os mais velhos um grande papel político para figuras religiosas.

2Os iranianos estão divididos sobre a prevalência de tensões em sua sociedade entre muçulmanos mais devotos e menos devotos, de acordo com a mesma pesquisa de 2012. Mais de quatro em cada dez disseram que tais tensões eram “muito prevalentes” (14%) ou “moderadamente prevalentes” (30%). Mas quase metade disse que essas tensões “não são muito prevalentes” (39%) ou “nem um pouco prevalentes” (10%).

3O Irã não é apenas o quinto maior produtor de petróleo do mundo (cerca de 4,1 milhões de barris por dia) e o 12º maior exportador (1,3 milhão de barris por dia),também tem o quarto maior estoque de reservas comprovadas de petróleo bruto do mundo:158,4 bilhões de barris, atrás apenas da Venezuela, Arábia Saudita e Canadá. Apesar de sua riqueza em petróleo, a economia do Irã tem sido turbulenta durante grande parte da última década. Seu produto interno bruto real (ajustado pela inflação) caiu em três dos quatro anos de 2012 a 2015, cresceu 12,5% em 2016 e projeta-se que tenha caído drasticamente desde então.

4 Além de ser um dos países mais poderosos do Oriente Médio, O Irã é o epicentro global do Islã xiita.Entre 90% e 95% dos cerca de 80 milhões de habitantes do Irã são xiitas, de longe a maior concentração de muçulmanos xiitas do mundo. O Irã tem relações estreitas com outros países do Oriente Médio e do Norte da África que têm grandes populações xiitas, especialmente Iraque e Líbano, e é o principal rival dos grandes estados muçulmanos sunitas da região, como Arábia Saudita e Egito.



5O Irã tem uma das maiores e mais poderosas forças armadas do Oriente Médio, de acordo com dados compilados pelo site de pesquisa militar Global Firepower. Em 2017, o Irã tinha uma estimativa de 534.000 militares ativos e 400.000 militares ativos da reserva. O país gastou cerca de 3,0% de seu PIB com suas forças armadas em 2016, de acordo com o Stockholm International Peace Research Institute.

Observação: esta é uma atualização de uma postagem publicada originalmente em 17 de junho de 2013.

Facebook   twitter