2. Uso e envolvimento da biblioteca

O uso de bibliotecas públicas pelos americanos tem flutuado nos últimos anos, e esta pesquisa mostra que pouco menos da metade de todos os maiores de 16 anos (48%) afirmam ter visitado uma biblioteca pública ou um livro móvel pessoalmente no ano anterior. A marca d'água alta para visitas a bibliotecas nas pesquisas do Centro é de 53% em 2012, após a recessão, quando outra pesquisa mostrou que as visitas às bibliotecas para procura de emprego eram mais prevalentes do que hoje. O número de 2015 foi de 44% que visitaram uma biblioteca ou livro móvel nos últimos 12 meses.

Os americanos com diploma universitário são especialmente propensos a ter visitado uma biblioteca pública no ano passado (59% o fizeram), assim como as mulheres (57%), pais (55%) e jovens de 16 a 29 anos (55 %). Além disso, 52% dos negros e 50% dos americanos que vivem em famílias com renda anual de $ 30.000 ou menos visitaram a biblioteca no ano passado.

A frequência com que os usuários das bibliotecas visitam as bibliotecas também permaneceu relativamente estável desde 2013. Entre aqueles que visitaram as bibliotecas pessoalmente no ano anterior, 30% dizem que as visitam várias vezes por mês ou mais - o que é comparável à proporção de usuários que as visitaram bibliotecas que frequentemente em 2013 (31%) e 2015 (28%).

Quando se trata de acessar sites de bibliotecas, a pesquisa descobriu que as pessoas têm menos probabilidade de fazer isso do que no passado. Cerca de 27% dos entrevistados com 16 anos ou mais usaram o site de uma biblioteca nos 12 meses anteriores, modestamente abaixo dos 31% em 2015. O uso de aplicativos móveis para acessar os recursos da biblioteca não é muito comum entre os americanos: 8% disseram que já haviam usado uma biblioteca pública aplicativos móveis no ano passado, em comparação com 12% que disseram ter feito isso em 2015.

Para aqueles que visitam sites de bibliotecas públicas, o acesso móvel desempenha um grande papel. Metade (49%) dos que visitaram o site de uma biblioteca pública no ano passado usaram dispositivos móveis portáteis (como smartphones ou tablets). Isso está praticamente inalterado desde a primavera de 2015, quando 50% disseram isso. Mas está acima de 2012, quando 39% dos usuários do site da biblioteca visitaram usando dispositivos portáteis.

Dois terços dos visitantes da biblioteca pedem livros impressos emprestados; cerca de metade vai ler, estudar ou interagir com a mídia

Quando questionados sobre por que visitam as bibliotecas públicas pessoalmente, um grande número de usuários da biblioteca cita motivos bastante tradicionais. Isso inclui o empréstimo de livros impressos (64% dos visitantes da biblioteca fazem isso, ligeiramente abaixo dos 73% que fizeram em 2012, mas semelhante aos 66% que o fizeram em 2015) ou apenas sentar e ler, estudar ou interagir com a mídia ( 49%, idêntica à quota que o fez em 2012).



Outras razões para visitar bibliotecas tornaram-se mais ou menos populares nos últimos anos. Em particular, muito menos usuários de bibliotecas estão visitando bibliotecas a fim de obter ajuda de bibliotecários: em 2012, 50% dos usuários de bibliotecas visitaram uma biblioteca para esta finalidade, mas essa participação diminuiu para 42% em 2015 e para 35% em 2016. Por outro lado, 27% dos usuários de bibliotecas frequentaram aulas, programas ou palestras em bibliotecas no último ano - um aumento de 10 pontos em relação aos 17% que o fizeram em 2015. Poucos americanos vão às bibliotecas para usar Impressoras 3-D ou outros dispositivos de nova tecnologia: 13% fizeram isso no ano anterior, um número que não é significativamente diferente de 2015.

As pessoas usam computadores e conexões de Internet em bibliotecas para o básico

As pessoas também vão às bibliotecas para usar recursos tecnológicos. Nesta pesquisa, 29% dos americanos de 16 anos ou mais que usam bibliotecas disseram que tinham ido a bibliotecas para usar computadores, a Internet ou uma rede Wi-Fi pública. (Isso equivale a 23% de todos os americanos com 16 anos ou mais.) Os números de usuários de computador da biblioteca são essencialmente os mesmos de 2015. Neste contexto, é importante notar que 7% de todos os americanos com 16 anos ou mais usaram bibliotecas ' Sinais de Wi-Fi fora quando as bibliotecas são fechadas.

Os usuários da biblioteca que aproveitam os computadores das bibliotecas e as conexões com a Internet têm maior probabilidade de ser jovens, negros, do sexo feminino e de baixa renda. Especificamente, em comparação com 29% de todos os usuários da biblioteca que usam computadores na biblioteca:

  • 45% dos usuários da biblioteca com idades entre 16 e 29 anos usaram computadores, a internet ou o Wi-Fi da biblioteca.
  • 42% dos usuários negros de bibliotecas usaram computadores de bibliotecas e conexões de internet.
  • 35% das pessoas cuja renda familiar anual é de $ 30.000 ou menos usaram esses recursos.
  • 33% das mulheres usaram essas coisas na biblioteca.

Ao usar recursos de tecnologia na biblioteca, a maioria das pessoas faz pesquisas para a escola ou trabalho (61% dos usuários de tecnologia da biblioteca fizeram nos últimos 12 meses), seguido por verificar e-mail ou enviar textos (53%). Uma parte também obtém informações sobre saúde (38%) e 26% fizeram aulas online ou concluíram uma certificação.

Embora tenha havido mudanças modestas em algumas atividades que usam os recursos digitais das bibliotecas, houve um aumento na proporção de usuários de tecnologia de biblioteca fazendo algum tipo de aula ou certificação online.

Sites de bibliotecas são usados ​​para encontrar recursos disponíveis ou renovar livros

Para os 27% das pessoas que usaram sites de bibliotecas ou aplicativos móveis nos últimos 12 meses, a pesquisa em catálogos de bibliotecas, a reserva ou suspensão de itens, a renovação de itens ou a pesquisa ou lição de casa prevalecem. Aqui está o que aqueles que usaram sites ou aplicativos de bibliotecas públicas fizeram usando essas ferramentas nos últimos 12 meses:

  • 58% das pessoas que usaram sites de bibliotecas nos últimos 12 meses para pesquisar o catálogo de uma biblioteca.
  • 44% dos usuários do site reservaram ou colocaram retenções em livros impressos, audiolivros, e-books, CDs ou DVDs.
  • 44% realizaram pesquisas ou receberam ajuda com o dever de casa.
  • 40% de livros, DVDs ou CDs renovados.
  • 37% usaram bancos de dados online.
  • 31% leram resenhas de livros ou receberam recomendações de livros.
Facebook   twitter